08:46

Diretor Assistencial do HCL fala sobre o Covid-19 e pede à população que fique em casa




O Hospital César Leite participa do comitê formado por diversos órgãos em Manhuaçu que estão diariamente analisando e criando estratégias para enfrentamento da Covid-19. Além de várias medidas adotadas no ambiente hospitalar e a estrutura que está sendo montada especificamente para pacientes que necessitarem internação, o principal pedido é para que as pessoas fiquem em suas casas.

O Diretor Assistencial Chardson Roberto da Paixão explica que, para “segurança de nossos pacientes, visitantes e colaboradores, suspendemos todas as cirurgias eletivas e as visitas aos nossos pacientes foram restritas. Cancelamos estágios, internatos da medicina, trabalhos voluntários, reuniões, eventos diversos. Enfim, todos os procedimentos adotados são para evitar que pessoas que não precisam estar no HCL venham aqui”.

Ao mesmo tempo, ele salienta que os profissionais de saúde estão dedicados para atender a comunidade. “A população pode ter a tranquilidade que todos os procedimentos de urgência e emergência estão mantidos. Todos os plantões médicos que o HCL oferta à população – neurocirurgia, ortopedia, nefrologia, cirurgia geral, anestesiologia, pediatria, obstetrícia, neurologia, pronto atendimento, UTI adulto e UTI Neonatal. Pacientes que chegam em situação de urgência e emergência acometidos por outras situações, que não sejam o covid-19, continuarão tendo assistência da mesma forma”.

FIQUEM EM CASA

O principal pedido do HCL é no sentido de que as pessoas fiquem em casa. “Reforçamos o pedido que as pessoas que não precisarem vir ao hospital que fiquem em casa. Hospital pela própria natureza é um ambiente insalubre. Deixem os hospitais, não só o HCL, para os profissionais de saúde e para o atendimento aos pacientes que, pela natureza de seus traumas ou doenças, não puderem aguardar a passagem dessa pandemia”.

Segundo Chardson Roberto, a preocupação é grande com os profissionais de saúde, que estão na linha de frente no combate ao covid-19. “Acompanhamos na China e na Itália, profissionais que vieram a se contaminar e até a falecer. Nossa equipe está dedicada, agradecemos a cada profissional de saúde e nosso pedido é que as pessoas fiquem em casa tanto para salvaguardar a vida delas e também a vida dos nossos profissionais. Não iremos fugir da batalha, mas quanto menos pessoas expostas será melhor. Sem equipe, não será possível prestar assistência”.

O diretor assistencial reforça que a Prefeitura, Hospital César Leite e outras instituições estão montando estruturas específicas para atendimento aos pacientes do Covid-19. “É um trabalho conjunto, uma batalha, mas temos que evitar um pico de pacientes ao mesmo tempo, por isso é fundamental ficarem em casa”, conta.

Ele aponta o quadro da China e da Itália onde o sistema de saúde não conseguiu atender o grande número de pacientes que precisaram de UTI ao mesmo tempo.

“Esse é um apelo sincero de Manhuaçu e de todo o Brasil: fiquem em casa. Os países que conseguiram conter o covid-19 utilizaram como principal estratégia o isolamento social. Não é terrorismo ou sensacionalismo. Temos que evitar o que aconteceu na Europa e até mesmo nos Estados Unidos que estão com o cenário aproximando ao da Itália. O Brasil já tem muitas dificuldades, então o isolamento social é a estratégia que precisamos fazer”, reforça.

EMPENHO

Chardson Roberto conta que o Covid-19 também alterou a rotina interna dos funcionários do HCL. Foram feitas restrições para evitar aglomerações, suspenderam o funcionamento do refeitório que era self-service, dispensaram colaboradores com mais de 60 anos para ficarem em casa e também estão sendo feitas obras num primeiro andar para isolamento dos pacientes que forem internados por conta de coronavírus.

“Nós, profissionais de saúde, os Policiais militares, Bombeiros, caminhoneiros, alguns trabalhadores do comércio, agentes penitenciários, policiais civis, não podemos ficar em casa, mas temos que nos distanciar de nossos familiares. Então, fiquem em casa e protejam ainda mais os que estão no grupo de risco. Esse é o nosso pedido, respeitem a quarentena e o isolamento social”, finaliza.

Manhuaçu e região precisam da sua adesão! Fique em casa!

Assessoria de Imprensa do Hospital César Leite