07:00

Prefeitura estabelece diálogo para melhorias no transporte público coletivo




Em reunião realizada na sede do Procon Manhuaçu, na tarde, desta segunda-feira, 16/03, entidades discutiram a viabilização de melhorias no transporte público da comunidade de Vila de Fátima até a cidade. Outros locais também foram alvos de apelo por parte do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Sustentável (CMDRS).

Participaram da reunião, o coordenador geral do Procon Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos; o secretário de Fazenda, Claudinei Lopes; o representante da empresa Viação Vale do Piranga Ltda, Thiago Guimarães; a presidente e o secretário do CMDRS, Dayse Dias e Thiago Braga, respectivamente.

A demanda por mais vagas gratuitas no transporte público intermunicipal aumentou logo após a aprovação de uma lei, de 2015, que autoriza pessoas a partir de 60 anos andarem de ônibus sem nenhum custo.

O representante da empresa Viação Vale do Piranga Ltda, que é a concessionária do serviço de transporte público em Manhuaçu, Thiago Guimarães, explica que para solucionar essa demanda, será efetivada uma nova linha, em caráter experimental. “Atualmente, mais de 50% dos nossos usuários são de pessoas que usam de forma gratuita. Mesmo assim, queremos atender a todos da melhor maneira possível”, completou.

O coordenador geral do Procon Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos, ressaltou que a reunião é fundamental para que se encontre, em conjunto, uma solução para esta demanda do transporte público. “Quando reunimos os atores envolvidos nesta seara queremos um maior engajamento para que os transtornos sejam resolvidos. É dessa maneira que debruçamos sobre essas questões hoje e temos certeza de que teremos uma resposta em breve”, comentou.

O transporte público é um dos serviços em que o consumidor encontra mais dificuldades. De acordo com pesquisas realizadas, 89% dos usuários reportaram algum problema ao utilizá-lo. “E como consumidor, o cidadão tem direito assegurado a um transporte público limpo, pontual e com manutenção e lotação adequadas e o serviço deve seguir diversos padrões de qualidade, como segurança, prioridade, sustentabilidade, tarifas acessíveis, entre outros. Lembrando que essa tratativa foi estabelecida sem que ocorra qualquer tipo de reajuste nas tarifas”, afirmou Barbosa.

A presidente do CMDRS, Dayse Dias, levantou a questão das passagens para os idosos e, principalmente, a superlotação dos ônibus. Segundo ela, é necessário que haja uma melhoria para os usuários. “Nesta reunião, trouxemos as demandas das famílias do campo e trocamos ideias sobre soluções. É importante que a gente abra diálogo para falar e também ouvir”, avaliou.

Um novo encontro está marcado para o dia 6 de abril. Na oportunidade será apresentado um levantamento estatístico para início da linha experimental.

Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu