13:10

Comitê de Enfrentamento ao Aedes se reúne e define estratégias em Manhuaçu




Representantes de vários segmentos que integram o Comitê de Enfrentamento à Dengue estiveram reunidos na última semana. Realizado no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, o encontro traçou metas e ações para o controle do vetor e a redução da incidência desta doença, além de outras como a Chikungunya e Zika Vírus.

Na reunião, foi realizado o planejamento a ser trabalhado com ênfase em conscientização à população. Este período do ano requer atenção redobrada para eliminar criadouros, focos e chamar atenção de toda a comunidade a fim de participar da mobilização de combate ao vetor.

O Comitê de Combate à Dengue tem como objetivo coordenar, articular, acompanhar e avaliar as ações de educação em saúde e, ainda promover mobilização social contra a dengue em todo o município, além de integrar e propor ações.

O trabalho de conscientização será realizado pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Manhuaçu, com a participação de instituições parceiras, chamando a atenção da população para que seja aliada nestes esforços.

O primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2020 aponta alterações e inúmeros focos na área central além dos bairros Santa Terezinha, São Francisco de Assis e demais locais, onde latinhas, sucatas, ralos e caixinhas são deixadas por moradores, que servem de criadouro do Aedes.

Segundo o Supervisor de Endemias, Alair Ferreira Júnior, o LIRAa apontou 5.9. O vizinho distrito de Vilanova também preocupa. Ele explica que, nesse período de feriado muitas pessoas viajaram, outras vieram para Manhuaçu para descansar. ‘É preciso que cada morador colabore, observando os quintais, para evitar a uma situação pior. Manhuaçu é cidade polo e circula pessoas de outros lugares, onde já houve registro. O mosquito não passeia, e, sim reproduz. A participação de todos é importante’, ressalta, e conclui que ‘todos terão a responsabilidade de dinamizar as ações, em situação de alerta, devido à presença do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças’.

MOMENTO REQUER ATENÇÃO REDOBRADA

A coordenadora da Vigilância em Saúde, Lorena Gonçalves, e o Supervisor de Endemias, Gerson Leite, lembram que o trabalho de mobilização é importantíssimo. “Estamos fortalecendo as ações no município, que está numa situação que preocupa, devido aos registros de casos feitos pelos agentes. A mobilização, com a participação das entidades, visa chamar a atenção para que todas as famílias se envolvam de maneira decisiva no combate ao mosquito, que transmite a Dengue”, reforça Lorena.

A próxima reunião do Comitê de Combate à Dengue está marcada para o dia 18 de março, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde.

Assessoria de Comunicação SMS