07:45

Polícias Civil de Matipó e Abre Campo realizam operação contra pedofilia “Infância Perdida”




Policiais Civis de Abre Campo e Matipó prenderam nesta quinta-feira, 27/02, um homem de 64 anos, por supostos estupros de vulnerável.

Durante investigações, crianças e adolescentes relataram terem mantido relação com o indivíduo, participando de festinhas na piscina de sua fazenda.

Uma criança de 11 anos, relatou que o homem lhe disse “que mulher para ganhar dinheiro tem que dar o corpo mesmo”.

Outra adolescente de 13 anos, também teria sido estuprada pelo homem, segundo depoimentos das vítimas e outras testemunhas que participavam dos encontros na fazenda.

Policiais Civis cumpriram mandado de busca e apreensão na fazenda, bem como na residência no Bairro Quelé. Na fazenda, ao arredor da piscina foram encontradas pauzinhos de pirulito, embalagens de leite fermentando, cabeça de boneca.

Várias crianças e adolescentes teriam participados dos eventos na piscina. As duas adolescentes de 11 e 13 anos, respectivamente, foram submetidas a exame de corpo delito, dando positivo para conjunção carnal.

Ele foi preso por ordem do MM. Juiz da Comarca de Abre Campo, após representação por prisão temporária de 30 dias pelo Exmo. Delegado de Abre Campo Dr. Ramon Caldas Ferreira.

O investigador Éder Marçal esclarece que “A Polícia Civil de Minas Gerais, trabalha incessantemente para apurar e reprimir crimes sexuais contra crianças dando resposta para sociedade, para que justiça seja feita”.

Os investigadores Edson Barone e Alex Henrique informam que “o investigado foi preso em sua residência, sem resistência, tendo todos os direitos preservados”.

Os Delegados responsáveis pelo caso Felipe Ornelas e Ramon Caldas ressaltam que “importante que a população tenha ciência que a Justiça tem sido realizada na Comarca, com apuração dos crimes, condenações e cumprimento das penas e que essa prisão temporária é um exemplo de que estamos atentos e preocupados com integridade das crianças e adolescentes “.

As investigações prosseguirão pela Delegacia de Matipó.

Manhuacu.com/com informações da PM