08:55

Elominas e Unimed doam mais de 4 mil mudas para RPPN Irmã Sheila




no adverts for now

Mais quatro mil mudas serão plantadas na área da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Irmã Sheila, entre os bairros São Jorge e Cidade Nova, em Manhuaçu. A doação de mudas iniciada pela Elominas Corretora de Seguros ganhou mais um parceiro importante a Unimed Vertente do Caparaó. Nesta quarta-feira, 27/11, foi iniciada mais uma etapa do projeto Novembro Ecológico.

A Elominas Corretora de Seguros lançou a campanha no ano de 2014 com o propósito de plantar uma árvore a cada seguro vendido. O objetivo é reduzir o impacto ambiental resultante da poluição gerada pelos veículos segurados, além de fomentar atitudes mais sustentáveis.

Anúncio

O projeto cresceu ao longo desses anos e somou parceiros importantes. Agora, a iniciativa envolve a Fundação Espírita Rodolfo Henriques (FERH) responsável pela RPPN Irmã Sheila, a ONG Pró Rio Manhuaçu, o Instituto Estadual de Florestas (IEF), o Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) Rio Manhuaçu, a Elominas Corretora de Seguros e a Unimed Vertente do Caparaó.

Como gesto concreto da parceria, a Elominas doou mais 2.500 mudas para serem plantadas na área. A Unimed Vertente do Caparaó também aderiu ao projeto e doou mais 1.500 mudas.

Anúncio

O empresário Ronan Carneiro lembra que a trajetória do projeto é comparável ao crescimento de uma árvore. “Começou pequeno. Foi uma semente que lançamos. Depois fizemos essas parcerias e agora estamos vendo que está ganhando outra dimensão. É uma área grande para reflorestarmos e não dá para fazermos sozinhos”.

A ONG Pró Rio Manhuaçu firmou um compromisso com a FERH para reflorestar toda a área em dez anos. Com a nova parceria, a Elominas e a Unimed garantem 4.000 mudas por ano. Isso vai acelerar o processo.

Anúncio

MAIS DO QUE PLANTAR

No entanto, o trabalho é muito maior do que a doação de mudas. O engenheiro florestal do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Kildaire Lima Brandão, explica que as mudas são produzidas no viveiro florestal de Manhuaçu e doadas para a Fundação Espírita.

Anúncio

O IEF fez o projeto técnico, delimitação das áreas, apoio com orientação na adubação e proteção das mudas.
Kildaire Lima Brandão ressalta que essa parceria envolve todo o suporte do IEF no plantio e manutenção, mas também no engajamento da educação ambiental. “Temos muito cuidado com essa RPPN. Com certeza, essa área em alguns anos estará com resultados visíveis, a cobertura vegetal sendo incrementada e melhorando uma área nobre da cidade”.

Ronan Carneiro complementa que as ações da Elominas e da Unimed envolvem o pagamento de pessoal para o plantio, instalação de cerca no terreno e a manutenção e adubação até as árvores chegarem a um tamanho que permita o desenvolvimento.

Anúncio

O CBH Rio Manhuaçu doou mourões e toda a área será cercada para evitar invasões e outros problemas. Além disso, é feita a proteção de nascentes existentes no terreno da RPPN.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Anúncio

O projeto é bastante amplo. Ele reúne ainda ações que unem sustentabilidade e consciência ambiental. Através da ONG Pró Rio Manhuaçu estão sendo feitas palestras e campanhas sobre a forma correta de descarte de resíduos sólidos, fazer separação de lixo e o recolhimento de baterias.

O Representante da ONG, Roberto Davi, explica que todas as ações convergem para um só objetivo: a preservação do meio ambiente irá reverter em benefício para a comunidade de Manhuaçu.

Anúncio

“Mais do que a recuperação da área, há um grande trabalho de conscientização, de envolvimento da comunidade dos bairros, escolas, igrejas e entidades do entorno da RPPN. Com todos contribuindo, teremos o retorno disso no futuro”, garante.

É esse papel também que a Fundação Espírita Rodolfo Henriques tem buscado efetivar com a preservação de sua RPPN. A vice-presidente Eva Moreira, explica que o “intuito é fazer parcerias, trazer estudantes para conhecer a área, saber mais sobre as espécies plantadas e também participar da proteção”.

Anúncio

O presidente da Unimed Vertente do Caparaó, Dr. Marcelo Werner, reforça que a cooperativa tem grande interesse em viabilizar um aumento da área verde em um espaço público relevante de Manhuaçu e por trazer benefícios para a geração atual e futuras.

“A preservação do meio ambiente é uma parte importante do nosso papel. A Unimed Vertente do Caparaó participa com satisfação desse projeto, ampliando nossa responsabilidade social e ambiental para com a comunidade de Manhuaçu e região”, completou.

Anúncio

Com as 4 mil mudas deste ano, o projeto iniciado em 2014 chega à marca de 15 mil mudas plantadas em Manhuaçu.

Assessoria de Imprensa

Anúncio