outubro 30, 2019 12:46 pm

Operação apura existência de irregularidades em licitações na Secretaria de Obras de Manhuaçu




O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio das Promotorias de Justiça de Manhuaçu e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Ipatinga, deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 30 de outubro, uma operação com o objetivo de coletar provas que auxiliem nas investigações sobre possíveis irregularidades cometidas em processos licitatórios para a contratação de serviços de terraplanagem pela Secretaria de Obras de Manhuaçu.

Denominada “Terra de Ninguém”, a operação, apoiada pelas Polícias Civil e Militar, cumpriu 17 mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Manhuaçu (almoxarifado), em residências de empresários e de servidores públicos lotados na Secretaria de Obras e em empresas da cidade e também do município de Caputira.

Segundo a Promotoria de Justiça de Manhuaçu, 17 pessoas estão sendo investigadas. As apurações sobre as possíveis irregularidades cometidas em processos licitatórios tiveram início em abril de 2018.

Os mandados foram expedidos pelo juízo da 2ª Vara de Manhuaçu que autorizou a busca e apreensão de documentos e de celulares dos investigados.

Divulgação