outubro 10, 2019 7:51 am

Estelionato apurado pela Polícia Civil é julgado. Golpista é condenado a mais 10 anos de prisão




Mauro Bezerra foi condenado pela justiça da Comarca de Abre Campo após aplicar golpes em diversos idosos em Santa Margarida.

Através de ação conjunta das Delegacias de Polícia de Abre Campo e Matipó, após investigação iniciada em 2017, comprovou-se que Mauro Bezerra da Silva, obteve vantagem ilícita em prejuízo alheio, se passando por representante de um órgão público federal (Previdência Social), conseguindo induzir seis vítimas da cidade de Santa Margarida/MG, causando um prejuízo de mais de R$ 300.000,00 às vítimas.

O investigado aproveitando da fragilidade dos idosos por se tratarem de pessoas simples, humildes e de pouco instrução, se apresentou como representante e despachante da Previdência Social demonstrando ter influência e meios de agilizar aposentaria das vítimas, que deveriam custear os gastos com despesas e taxas que viessem a surgir durante a tramitação do processo de aposentadoria, gastos estes que posteriormente seriam reembolsados as vítimas assim que saísse a aposentadoria prometida.

As vítimas acreditando na promessa do investigado, passaram a atender todos os pedidos dele quando solicitava quantias em espécie, que eram depositadas na conta corrente da esposa do investigado.

Com a investigação em andamento, o investigado foi identificado como Mauro Bezerra da Silva, e durante o transcorrer da investigação, foram colhidos indícios da materialidade do crime ora investigado, que resultou na representação pela sua prisão temporária e posteriormente convertida em preventiva.

Na data de 29/04/2019, a equipe da 31ª DPC/Abre Campo, realizou diligência na cidade de Sabará/MG, local em que cumpriu-se Mandado de Busca e Apreensão na residência do investigado, arrecadando mais indícios em desfavor do Mauro.

Na sentença, foi aplicada pena de 10 anos e 10 meses de prisão em regime inicialmente fechado.

O investigador Edson Barone esclarece que “a PCMG trabalha incessantemente para apurar crimes, dando resposta para sociedade, para que justiça seja feita”.

Manhuacu.com/com informações da PC