setembro 28, 2019 9:27 am

Vereadores de Manhuaçu questionam funcionamento da UTI Neonatal do HCL




A prestação de contas referente ao 2º quadrimestre de 2019 da Prefeitura de Manhuaçu foi apresentada durante audiência pública na Câmara de Vereadores, na noite desta quinta-feira, 26/09.

>>VEJA AS FOTOS ABAIXO DESTA REPORTAGEM

Previstas em lei, as prestações de contas servem para que os vereadores e a população acompanhem a gestão dos recursos no município. O objetivo da audiência foi a avaliação das Metas Fiscais do 2º Quadrimestre e o Relatório Resumido de Execução Orçamentária da Saúde.

A audiência pública foi presidida pela Comissão de Orçamento, Finanças e Tomada de Contas que tem como Presidente José Eugênio; Relator, Jorge do Ibéria e Membro, Elenilton Martins.

Na primeira parte da audiência, coube à Secretária de Saúde, Karina Gama dos Santos Sales, apresentar os dados da sua pasta. Ela também comentou sobre a importância da Campanha Setembro Amarelo que destaca a valorização da vida e prevenção ao suicídio. Depois, o Secretário de Fazenda, Claudinei Domingues Lopes, demonstrou os resultados financeiros da Administração.

Os vereadores fizeram diversas perguntas sobre a saúde financeira do município e a arrecadação de impostos. Integrantes do Controle Interno da Prefeitura participaram da audiência pública.

“É um momento que toda comunidade poderia participar para entender melhor o que se passa em nosso município, pois às vezes, as pessoas falam muito sobre administração pública, mas não tem noção do que está sendo feito e investido. A Karina e o Claudinei mostraram os números e o tanto que está sendo realizado”, ressaltou o Presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Tomada de Contas, Vereador José Eugênio.

FUNCIONAMENTO DA UTI NEONATAL

Durante a apresentação da Secretária Karina, o Vereador José Eugênio questionou sobre o funcionamento da UTI Neonatal no Hospital César Leite. “Já questiono há muito tempo que quando foi inaugurada a UTI Neonatal, foi feita reportagem em vários meios de comunicação e divulgação foi ampla, mas na realidade isto não acontece, pois diariamente, as pessoas nos procuraram em busca de internação, e quando vão lá tomam conhecimento que não é bem assim, então hoje consegui sanar minha dúvida, sendo explicado pela Karina que o que foi inaugurado foi a parte estrutural, mas isto deve ser levado a conhecimento do povo, pois ninguém sabe que o que inaugurou foi a parte física e não o funcionamento completo e a Karina disse que está tudo em andamento e aguardando o Estado para atender a quem de fato precisa”, explicou José Eugênio.

Assessoria de Comunicação Câmara Manhuaçu