agosto 9, 2019 7:45 am

Concessão da BR-262: estudo prevê construção de passarelas, contorno e túnel em Manhuaçu




Em recente audiência pública realizada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), em Belo Horizonte, foi apresentado estudo contendo as melhorias em infraestrutura para a efetivação da concessão das rodovias BR-262 e BR-381 ao setor privado.

A Prefeita Cici Magalhães tem acompanhado atentamente esta movimentação no intuito de assegurar menor impacto para a população e assegurar maior participação do município de Manhuaçu no acesso aos recursos que serão disponibilizados com estas mudanças. Na audiência, a participação do Vice-prefeito Renato Cezar Von Randow (Renato da banca) e Secretários Municipais Eron Elias da Silva (Comunicação Social), Claudinei Domingues Lopes (Fazenda) e Jânio Garcia Mendes (Esporte); Delegado Regional, Dr. Carlos Souza; além de vereadores, cidadãos e representantes de diversas cidades.

Decisões importantes que afetarão o cotidiano da população foram debatidas nesta audiência, pois, a concessão das rodovias implicará em instalação de postos de pedágio na região, em contrapartida às melhorias como a construção de passarelas, contorno, geração de empregos e a previsão de retorno de R$ 1,7 bilhão em ISS aos catorze municípios permeados pelas duas rodovias.


Estima-se a realização das obras possibilitem a geração de 4.157 empregos diretos, 1864 indiretos e que a relação efeito-renda beneficie 6.242 pessoas.

PASSARELAS, CONTORNO E TÚNEL

Em Manhuaçu, o projeto de reestruturação da rodovia prevê a construção de contorno com cerca de 9 km de extensão e acesso nos km 39,97 (próximo ao clube UBA) e km 31,134 (proximidades do Bairro Pouso Alegre).

No trecho do contorno, deverá ser construído túnel rodoviário com extensão de 1.060 metros.

Para a região, é prevista a instalação de treze passarelas, sendo oito delas no município de Manhuaçu, nos seguintes locais: 06 passarelas no perímetro urbano de Manhuaçu, uma no distrito de Realeza e outra em Santo Amaro de Minas.
Nas cidades vizinhas, as passarelas deverão ser construídas em Reduto (01), Matipó (01), Abre Campo (01) e Rio Casca (02). As obras somente deverão ser concluídas em 2040.

PEDÁGIO

Entre os locais onde deverão ser implantados os pontos de pedágio na região, têm-se o do km 63,5 (Matipó), km 18,5 (Martins Soares) e o km 147,5 (Ibatiba – ES).

A previsão é que seja cobrado o valor de R$ 8,54 para pista simples e de R$11,10 para pista duplicada. Ao todo serão 11 locais de pedágio – sete em Minas Gerais e quatro no Espírito Santo.

O cronograma das atividades apresentam as seguintes previsões:

*02/09/19 – Fim do Período de Contribuições;
*Set./2019 – Respostas à audiência pública e ajuste dos estudos;
*Nov./2019 – Aprovação do Plano de Outorga pelo MInfra;
*Fev./2020 – Previsão de aprovação do TCU;
*Mar./2020 – Previsão da Publicação do Edital;
*Jun./2020 – Leilão;
*Set./2020 – Assunção da Rodovia.

Além de participar das audiências públicas, os cidadãos podem contribuições ao projeto via internet, até o próximo dia 02/09.

Secretaria de Comunicação Social