agosto 1, 2019 7:50 am

Homem furta celular na delegacia e já fica preso




Um fato um tanto inusitado aconteceu na manhã desta quarta-feira, 31/07, na Delegacia Regional de Manhuaçu. Um homem de 44 anos foi preso por furtar um aparelho de celular de um investigador dentro da delegacia.

Segundo o registro policial, o homem chegou na delegacia pouco antes das 10 horas da manhã e se sentou no banco de espera e constantemente mexia em sua mochila e ali ficou por alguns minutos sem dizer uma palavra, enquanto isso o Investigador de plantão realizava atendimento ao público e se aproveitando do grande movimento na delegacia e no momento em que o investigador se ausentou do balcão, o homem foi até o local onde estava o celular e sem que ninguém percebesse o furtou e voltou para o banco.

“Foi coisa muito rápida, me ausentei da mesa poucos segundos e quando voltei meu celular não estava e o homem estava sentado no mesmo lugar e continuava a mexer na mochila. Dei por falta do aparelho, mas pensei tê-lo deixado no bolso da jaqueta e no mais havia várias pessoas no hall de entrada da delegacia, nunca imaginava que alguém iria pegar um celular neste local”, disse o investigador.
O homem levantou e saiu da delegacia, foi quando o investigador olhou no bolso da jaqueta e o celular também não estava lá. “Como eu já havia desconfiado das atitudes do homem, eu observei onde ele ia, e após atravessar a rua e entrar em um despachante na frente da delegacia eu fui ao seu encontro e o abordei informando que havia desaparecido um objeto na delegacia, a princípio ele negou, mas quando o investigar pediu para que abrisse a mochila, o aparelho estava dentro dela já sem a capa e bateria fora do aparelho”, explicou.

Diante da constatação do fato, foi dada voz de prisão ao cidadão e encaminhado à delegada de plantão, Dra. Alexandra, que ratificou o flagrante pelo crime de furto.

O investigador ficou abismado com a atitude do homem. “Eu nem achei ele audacioso não, na verdade foi muita coragem e falta de inteligência. Mas fica aí a dica para ficarmos atentos aos nossos bens, pois se até dentro da delegacia encontramos pessoas má intencionadas, imagine em outros locais com grande aglomeração”, finalizou.

Manhuacu.com/com informações da PC