julho 19, 2019 4:52 pm

Prefeitura e Câmara de Manhuaçu se mobilizam para pedir melhorias na BR-262 durante audiências da concessão da rodovia




A Prefeita de Manhuaçu, Cici Magalhães, e o Presidente da Câmara de Vereadores, Inspetor Juninho Linhares, anunciaram nesta sexta-feira, 19/07, que vão iniciar uma mobilização com autoridades de diversos setores para participação nas audiências públicas definidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre a concessão da BR-262 pelo Governo Federal.

De acordo com a iniciativa conjunta dos Poderes Executivo e Legislativo, a intenção é participar do debate que envolve a cobrança de pedágio na BR 262 e a duplicação de trechos da rodovia.

“Queremos debater esse valor imposto pelo Governo Federal, que é e cobrança de pedágio na BR-262, e também aproveitar para solicitar obras de melhorias na estrada, em especial a questão do contorno na cidade e melhorias nos distritos de Realeza e Santo Amaro de Minas”, defendeu a prefeita Cici Magalhães.

O presidente da Câmara, Inspetor Juninho Linhares, ainda destacou como exemplo de urgentes melhorias, os trechos entre Manhuaçu e Realeza, onde ocorrem inúmeros acidentes e já vitimaram dezenas de pessoas. “Manhuaçu é talvez a maior cidade entre Vitória (ES) e Belo Horizonte (MG) nesse trecho da BR-262, então vamos aproveitar a oportunidade para lutarmos pela inclusão de pontos que melhorem a segurança dos nossos cidadãos”, declarou Linhares.

De acordo com o parlamentar, a Câmara e a Prefeitura de Manhuaçu vão buscar parceria com outros órgãos da cidade e com os demais municípios da região que serão afetados pela concessão da rodovia federal.

A proposta de edital de concessão da BR-381 e BR-262 em Minas e no Espirito Santo tem onze pontos de cobrança. São previstas praças de pedágio no km 18 em Martins Soares e no km 63 (na divisa de Manhuaçu e Matipó).

Estão marcadas quatro reuniões presenciais. A primeira delas ocorrerá em 1 de agosto, em Governador Valadares. No dia seguinte é a vez de Belo Horizonte.

Também serão realizadas uma audiência em Vitória, no dia 07 de agosto, e outra no dia 08, desta vez em Brasília.

Assessoria de Comunicação