maio 20, 2019 8:39 am

Homem provoca incêndio criminoso em residência em Durandé




Policiais Militares foram acionados neste domingo, 19/05, para atender uma ocorrência de incêndio em uma casa em Durandé.

O INCÊNDIO

No local, o Sargento Prata e o Soldado Júnior verificaram um grande incêndio em uma casa e um aglomerado de pessoas que chegavam ao local por ocasião do acontecido. Os militares foram informados que poderia haver vítimas no local, incluindo dois bebês recém-nascidos. Assim, os militares arrombaram uma porta e conseguiram entrar na casa em chamas e verificar dois cômodos que ainda não estavam totalmente tomados pelas chamas, mas não localizaram vítimas.

Depois de acionarem o Corpo de Bombeiros de Manhuaçu, os policiais, com a ajuda de vizinhos, iniciaram os trabalhos para conter o incêndio e evitar que o fogo tomasse grandes proporções e atingisse outras residências. Depois de quase 30 minutos, o fogo foi controlado.

O Corpo de Bombeiros ainda compareceu ao local para realizar o rescaldo e retiraram alguns objetos que restaram e derrubaram o telhado que ameaçava cair.

O CRIME

Conforme o boletim de ocorrência, um homem de 24 anos e uma mulher de 19 anos moravam na casa incendiada com dois bebês gêmeos recém-nascidos. O casal estava na casa de parentes quando se desentenderam e ele, após agredir a mulher, saiu dizendo que iria colocar fogo na casa e que não ia sobrar nada.

O homem então foi até a residência do casal e ateou fogo nos móveis, que rapidamente se alastrou por toda a casa. Os policiais conseguiram conversar com o mesmo por telefone, tendo ele confessado que havia cometido o crime.

Transtornada, a mulher foi atendida na Unidade Básica de Saúde de Durandé e depois deslocou ao Quartel PM para registro dos fatos.

RELATOS

Vizinhos relataram que ouviram o rapaz quebrando alguns móveis e, após incendiar a casa, saiu correndo pela rua e tomou rumo ignorado.

Um dos vizinhos mencionou que o mutirão de pessoas ajudou a combater o fogo usando água fornecida pela proprietária da casa, que é vizinha à residência incendiada e completou dizendo que “graças a Deus moradores e vizinhos tiveram suas integridades físicas resguardadas”.

Abalada, a vizinha e proprietária da casa agradeceu aos militares e aos vizinhos por todo o empenho e comentou que a ajuda dos militares foi preponderante para a contenção do incêndio e minimização dos danos. A proprietária ainda comentou que não sabia que a Polícia Militar realizava esse tipo de trabalho.

O rapaz não havia sido localizado até o momento do encerramento do Boletim de Ocorrência.

Manhuacu.com/com informações da PM