fevereiro 26, 2019 7:39 am

Setores da Secretaria de Saúde discutem fluxograma de doenças de notificação compulsória




Com o objetivo de fortalecer a atuação no campo preventivo, a equipe de Vigilância em Saúde, juntamente com representantes da Atenção Primária, Laboratório/SUS, UPA, HCL E SAE/CTA (Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento) iniciou um trabalho em parceria, para que haja uma evolução de práticas no sentido de detectar as principais portas de entrada de várias doenças.

A Vigilância Epidemiológica, que tem como propósito orientar de maneira técnica permanente a execução de ações de controle de doenças, atua ativamente quanto à existência de casos, com vistas ao desencadeamento de medidas destinadas a bloquear a transmissão.

Com isso, cada setor passará a contribuir a fim de detectar quaisquer situações, para estabelecer um planejamento e, a partir de agora se inicia vários debates e a construção dos fluxogramas de doenças de notificação compulsória.

Para subsidiar esta atividade, os participantes da reunião estabeleceram o Protocolo de Encaminhamento de Amostras, para possibilitar que haja o acompanhamento dos casos suspeitos, para conhecer, a cada momento, o comportamento epidemiológico das doenças.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Luane Mota Sales, as reuniões acontecerão periodicamente, para ampliar as discussões acerca da construção dos fluxogramas de doenças de notificação compulsória.

Assessoria de Comunicação SMS