fevereiro 6, 2019 8:02 am

Reunião debate melhorias na região da Rodoviária de Manhuaçu




A busca de soluções para problemas existentes nas proximidades da rodoviária e na Rua Francisco Fialho, na baixada, motivou nova reunião da rede Ação Cidade Legal, na manhã desta terça-feira, 05/02. A iniciativa desta mobilização foi tomada pela Prefeitura de Manhuaçu, por meio da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, no final do ano passado, quando foi realizada a primeira reunião com representantes de diversas instituições, especialmente as Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, Câmara de Vereadores, Conselhos e setores da Administração Municipal.

>>Vejas as fotos abaixo na página

‘Sozinhos, não conseguiríamos alavancar um projeto tão complexo como este. A Prefeita Cici Magalhães solicitou que buscássemos esta mobilização com os representantes de todas estas instituições, para, juntos, pensarmos e executarmos ações para resolver problemas e melhorar a qualidade de vida dos moradores e comerciantes’, destacou a Secretária Giuzaina Gregório.

Também presente ao encontro desta terça-feira, o Promotor de Justiça, Dr. Carlos Samuel. Na oportunidade, houve a definição de medidas que serão tomadas nos próximos dois meses visando melhorias na segurança e saúde pública para moradores, comerciantes e de quem transita nestes locais que têm grande movimentação.

O plano de ação envolve quatro frentes de trabalho: a limpeza geral da Rua Francisco Fialho, com atuação ainda mais intensa do SAMAL; a retirada de carros e carcaças mecânicas da rua e das calçadas, a partir de notificações da Polícia Civil e da Vigilância Ambiental; a poda de árvores, para ganho de claridade na via e a proposta de reestruturar a iluminação pública do local.

Geração de renda e mazelas sociais

Local que concentra grande número de comerciantes, com atuação diversificada, a região da baixada, especialmente no entorno da rodoviária, apresenta particularidades em relação a outros bairros.

O movimento diário é grande, tanto em razão do público flutuante (pessoas que embarcam e desembarcam na rodoviária), quanto da população que movimenta o comércio e a prestação dos mais variados serviços. Este mesmo movimento atrai mazelas sociais, como a circulação e permanência de usuários de drogas, ocorrências de furto, roubo, agressão e de prostituição, entre outras.

Perto da rodoviária e às margens do rio, fica a Rua Francisco Fialho que, no decorrer das últimas décadas, adquiriu perfil diferenciado, por concentrar empresas de papel e metal reciclado, ferro-velho, lava-jatos, oficinas mecânicas, armazéns de café, etc. A via é também alternativa amplamente usada por motoristas para desafogar o trânsito na Av. Salime Nacif, a partir de interligação da Av. Barão do Rio Branco.

No decorrer dos anos, surgiram e agravaram-se problemas como carros danificados estacionados na rua e nas calçadas, acúmulo de sujeira, armazenamento irregular de materiais, ambiente escuro, etc. Os moradores e comerciantes ficaram submetidos a riscos na saúde pública, como tétano e zoonoses decorrentes de ratos, escorpiões, cobras, mosquitos transmissores de doenças – como dengue, chikungunya e zika -, e de segurança pública, como assaltos, furtos, tráfico, etc.

O Secretário de Fazenda, Claudinei Lopes, afirmou que os trabalhos não têm o objetivo de prejudicar o comércio ou os trabalhadores, mas assegurar a dignidade de todos. A fiscalização será intensificada.

O Promotor de Justiça, Dr. Carlos Samuel, sugeriu a implantação de Plano de Ação com metas e prazos pré-estabelecidos para atuação em etapa, de forma cada vez mais rigorosa no local, visando solucionar os problemas existentes.
As Polícias Militar e Civil têm realizado operações especiais no local, reforçando a prevenção e o combate aos crimes.

O CREAS, da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Manhuaçu, também tem atuado com a abordagem às pessoas em situação de rua que frequentam o entorno da rodoviária, providenciando o encaminhamento destas para albergues e outras instituições, além do retorno às suas cidades de origem.

Presentes à reunião nesta terça-feira, os Secretários Municipais Claudinei Domingues Lopes (Fazenda), Giuzaina Gregório (Trabalho e Desenvolvimento Social) e Flânio Alves (Meio Ambiente, Ind. e Comércio); Administrador da Rodoviária, Flávio Lacerda; Comandante em exercício da 72ª Cia. PM, Tenente Ramon, Aspirante Werner e Sargentos Ageu e Macdarley; Delegado Regional e Presidente do Conselho M. de Trânsito, Dr. Carlos Roberto; Vereador Cleber Benfica; Coordenadora do CREAS, Glenda Miranda; Coordenadora da Vigilância Ambiental, Emilce Muniz; Coord. do Setor de Endemias, Gerson Serafim Leite; Fiscais da Vigilância Sanitária Ana Paula e Afonso; Diretor do SAMAL, Romilson Barrozo; rep. da Secretaria M. de Meio Ambiente, Juliana Regina, e Presidente do Comsep, Cabo Anízio de Souza.

Secretaria Municipal de Comunicação Social