janeiro 19, 2019 9:07 am

Primeira reunião presidida pelo Inspetor Juninho Linhares tem projetos aprovados e explicações do SAAE




Na primeira reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Manhuaçu presidida por João Gonçalves Linhares Júnior “Inspetor Juninho Linhares”, dois projetos de lei, indicações, moções e requerimentos foram aprovados. O Diretor do SAAE, Luiz de Carvalho também participou da sessão e falou sobre a taxa do IGAM, a atuação na autarquia e respondeu a diversos questionamentos dos parlamentares.

>>Veja as fotos abaixo na página

A sessão teve início com a posse da nova Mesa Diretora formada pelo Presidente João Gonçalves Linhares Júnior; vice-Presidente, Vantuil Martins; 1º Secretário, Cleber da Matinha a e o 2º Secretário, Cabo Ferreira.

O Comandante da 72ª Cia PM, Capitão Fernando, representando o Comandante do 11º BPM; o Capitão do Corpo de Bombeiros, Flávio Mota e o Delegado Regional da Polícia Civil, Dr. Carlos Roberto, também parabenizaram o Presidente Linhares, desejaram sucesso no novo compromisso e alegaram que estão a disposição do Poder Legislativo.

Além de explicar sobre a taxa do IGAM, o Diretor do SAAE, Luiz Carlos de Carvalho, e funcionários da autarquia estiveram na sessão para prestação de contas do ano de 2018. “A taxa do IGAM já está em vigor há um bom tempo, pois não é uma cobrança e sim um imposto que o governo federal cobra e o SAAE é o responsável por receber este dinheiro, então é regulamentado por meio de portarias que foram feitas agora em janeiro. Em Manhuaçu, qualquer pessoa que pegar a conta de 2015 em diante perceberá que existe essa taxa que começou no valor de um pouco mais de 300 mil e hoje está em 795 mil reais e dividido em números de hidrômetros ativos, ela ficou até mais barata, um centavo, sendo R$2,53. Lembrando que não é criação de taxa, novas tarifas e impostos”, descreveu.

Aprovados

Aprovado, com emenda, projeto de lei de autoria do Poder Executivo que dispõe sobre a contratação temporária por excepcional interesse público no município de Manhuaçu. Trata-se da contratação de 36 Professores PI, 10 Professores PII, 27 Serventes Escolares, 49 Monitores, 10 Auxiliares de Secretaria/biblioteca e 04 Pedagogos, visando possibilitar o regular funcionamento dos serviços públicos essenciais relativos à Educação Municipal, que vem enfrentando dificuldades em vista das várias licenças no decorrer do ano.

Aprovado projeto de lei de autoria do Poder Executivo que dispõe sobre a contratação temporária por excepcional interesse público. Trata-se da contratação de 20 Auxiliares Braçais e 04 Fiscais destinados ao SAMAL visando possibilitar o regular funcionamento dos serviços públicos essenciais, no que se refere à limpeza urbana, manutenção de vias públicas, com a capina e coleta de entulhos e outros materiais.

Assessoria de Comunicação Câmara