janeiro 15, 2019 2:14 pm

ADESC recebe Presidente da Federaminas




O Presidente da Federação das Associações Comerciais de Minas Gerais (Federaminas) Emílio Parolini visitou Manhuaçu nesta segunda-feira, 14/01, e se reuniu com representantes da Agência Desenvolvimento Econômico e Social do Caparaó (ADESC). No encontro de negócios, Parolini foi recebido pelo Presidente da ADESC, André Farrath, empresários e outras lideranças convidadas.

Entre os temas discutidos, houve a possibilidade de uma parceria com Sindicato Rural de Manhuaçu para implantação junto aos produtores rurais de energia fotovotaica com financiamento a longo prazo e custo reduzido aos associados.

O Diretor Presidente do Grupo Engelmig e Vice Presidente da ADESC Moisés Pêsso apresentou o projeto e ressaltou que a energia fotovoltaica é sem sombra de dúvidas um caminho a trilhar. Durante a reunião, o Vice Presidente do Sindicato Rural Marcio Caldeira Rhodes e o Secretário Jose Geraldo disseram que a entidade não medirá esforças para a implantação.

Emílio Parolini disse que nos próximos dias estará agendando visita técnica de uma empresa paulista com capital chinês que implantará e financiará os projetos juntos aos produtores.

Tributação

Outro tema discutido foi a questão tributária em região de divisa de Minas Gerais com estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro.

O empresário do Supermercado Juvenil, Saulo, disse que a diferença é gritante e ele está apenas 8 km da divisa, com sua unidade de Lajinha. Reforçou ainda que durante o mês que iniciou fez uma cotação de vinho e que a diferença de preço para o estado do Espírito Santo está acima de 18%. Ele lembrou que o setor perde sensivelmente o poder e compra e competitividade.

O setor de gás e liquefeitos também sofre com essa diferença tributária, conforme completou o empresário Amantino Gardingo.

No setor de veículo, Rogério Breder explica que a história de tributos é antiga promessa de governos. O IPVA continua na casa os 4%.

O presidente da ADESC André Farrath considerou a reunião de grande importância e ressaltou que Emílio Parolini é ligado ao Governador Romeu Zema e solicitou apoio do BDMG para fomento na região do Caparaó.

Ainda foi discutida a possibilidade de reuniões nas Secretarias de Agricultura e de Turismo. “Precisamos urgentemente alavancar o turismo regional; pois há uma forte vocação de turismo religioso em Manhumirim, a história forte de guerrilha, príncipe e natureza no entorno do Caparaó. Turismo de negócios em Manhuaçu, cafés premiados excelentes cafeterias e inclusive um Castelo do Café recém inaugurado”, pontuou.

Também esteve presente o Vice Presidente do Conselho Regional de Contabilidade em Minas Gerais, Professor Oscar Lopes, que anunciou um grande evento contábil na cidade, reforçando a importância da região no cenário econômico regional.

Assessoria de Imprensa