janeiro 4, 2019 9:04 am

Policial dispara contra indivíduo após ser agredido em Caputira




Por volta das 22h30 desta quinta-feira, 03/01, dois militares estavam de serviço na zona urbana de Caputira, quando em dado momento na Avenida Santa Helena, durante abordagem à duas motocicletas, uma terceira moto que vinha no sentido contrário realizou uma manobra brusca (cavalo de pau), convergindo no meio da via e fugindo em alta velocidade, sentido à saída da cidade.

Os militares embarcaram na viatura e iniciaram o acompanhamento da motocicleta. Durante o acompanhamento, foi dada ordem de parada diversas vezes ao indivíduo, com ordem verbal, contudo foi descumprida e o condutor estava praticando direção perigosa e ofensiva, vindo a arremessar a motocicleta contra a viatura, quando os militares tentavam se aproximar. A viatura conseguiu ultrapassá-lo e parar à frente da moto, momento em que o indivíduo parou a motocicleta e à desligou, sendo então emanada ordem legal pelo militar, para que ele ficasse na posição de busca pessoal, sendo que o condutor recusou a obedecer.

O condutor após desobedecer a ordem legal, desceu da motocicleta e de forma inesperada, abaixou-se ao solo, retirou a mochila das costas e após colocá-la ao chão, tentou contra a integridade física do militar que estava mais próximo a ele e que verbalizava com o condutor, desferindo contra ele um golpe no lado esquerdo da cabeça, não sabendo o militar informar o que foi usado para golpeá-lo, pois o local da abordagem foi em uma estrada rural sem iluminação.

Após a agressão o policial continuou a verbalização. Devido ao local ser ermo e escuro e com pouca visibilidade, novamente o ele deu ordem de parada para o condutor e este insistiu em agredi-lo, indo para cima do militar, desferindo-lhe golpes, momento em que o militar empurrou o rapaz e este continuou agredindo o militar e, visando proteger sua integridade física como o do seu companheiro contra a injusta agressão, desferiu um disparo de arma de fogo com a pistola calibre .40 que portava, vindo a acertar o indivíduo no ombro direito, momento então que foi cessada a conduta do indivíduo, vindo este a cair no chão.

O rapaz foi contido e algemado, sendo dada busca pessoal e verificando se havia algo no interior da referida mochilha, contudo nada de ilícito foi encontrado.

Imediatamente foi prestado socorro ao indivíduo na viatura policial até o pronto socorro de Caputira e posteriormente a vítima foi encaminhada para Manhuaçu.

As agressões praticadas pelo condutor da moto contra o policial, não sabendo este precisar com que instrumento foram praticadas, não deixaram lesões aparentes. Após o socorro, a viatura retornou ao local da abordagem, tendo feito a apreensão da motocicleta.

Durante o socorro, a vítima estava consciente, porém, não soube justificar aos militares o motivo de ter desobedecido às ordens legais e ter agredido o militar.

No sistema consta que a vítima não é habilitada para conduzir motocicleta.

Diante dos fatos o comandante de pelotão deu voz de prisão ao policial, pelo cometimento de crime militar de lesão corporal, sendo o militar cientificado de seus direitos constitucionais e conduzido à sede da unidade para as demais providências.

Quanto aos crimes comuns cometidos pelo condutor do veículo (vítima) foi confeccionado o termo circunstanciado de ocorrência destinado ao poder judiciário da comarca de Abre Campo.

Manhuacu.com/com informações da PM