janeiro 3, 2019 9:24 am

Tenente Coronel Sérgio Renato avalia um ano de Comando no 11º Batalhão e anuncia mudanças na Unidade




O Comandante do 11º Batalhão, Tenente Coronel Sérgio Renato, apresentou na tarde de sexta-feira, 28/12 na sede do 11º Batalhão em Manhuaçu, um balanço do seu primeiro ano à frente da Unidade, que se completa no próximo dia 05 de janeiro de 2019 e anunciou também mudanças nos comandos da 72ª Cia PM, 273ª Cia Tático Móvel e Seção Administrativa.

No inicio de sua fala o Comandante agradeceu aos presentes e a parceria com outras intuições de segurança e órgãos públicos, as Prefeituras dos municípios que compõem a área do 11º Batalhão, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil, o Ministério Publico e a comunidade que muito contribuiu para o sucesso do trabalho da Polícia Militar.

“Eu respeito muito todas as pessoas que passaram por aqui e ainda digo que comandar uma Unidade como esta é como treinar um time de futebol, às vezes, um treinador com o mesmo elenco consegue resultados diferentes de outro, treinando e apenas mexendo as peças. Eu acredito no potencial dos meus comandados e primo pelo operacional, exerci esse tipo de serviço desde que ingressei na Polícia Militar e sei que todos eles são capazes”, disse o Tenente Coronel Sérgio Renato.

De acordo com o balanço da Polícia Militar nos últimos três anos, o 11º Batalhão tem registrado uma redução nos índices de criminalidade, com números mais acentuados no ano de 2018. “Isso se deve à nossa forma de trabalhar, com delegação e a valorização do trabalho operacional acima de qualquer outra coisa, e a descentralização de poderes. Quem sabe das necessidades, dos problemas da sua região é o comandante de cada fração que compõe essa Unidade e lhes dou total confiança para cumprimento de suas atribuições, tendo certeza que eles têm condições de fazer, porque eu já fiz”, ressalta.

Redução em Crimes Violentos

Outro número importante apresentado foi quanto à redução de crimes violentos e um aumento significativo de apreensões de drogas, armas e prisões. “Em uma análise dos últimos sete anos, registra-se uma queda considerável, mas no último ano o 11º Batalhão, num todo, registrou uma queda de 18% nos crimes violentos, sendo que a cidade de Manhuaçu representa 55% dos crimes violentos de toda a área do batalhão, mesmo assim os números continuam em queda. As prisões de autores de crimes violentos, taxa de repressão imediata, foram em torno de 62%, isso demostra uma resposta rápida à comunidade”, destaca.

Quanto aos homicídios, em Manhuaçu foram registrados 13 homicídios este ano, parece um número alto, mas se comparando com cidades de mesmo porte, Manhuaçu está entre as cidades com menores índice de homicídio. “O crime de homicídio é um dos crimes mais graves e difíceis de se evitar e vale ressaltar também as mortes nas quais as vítimas se envolveram em confronto direto com a polícia, volto a dizer, bandido que confrontar meus policiais vai ter uma resposta à altura, peço a Deus que nunca sob meu comando, eu venha a sepultar um amigo de farda”, completa o Tenente Coronel Sérgio Renato.

Mudanças e promoções na Unidade

O Comandante comunicou também algumas mudanças no 11º Batalhão, entre elas, a 72ª Cia PM, com sede Manhuaçu, passa a ser comandada pelo Capitão Fernando Nóia, que deixa o setor de inteligência e comandará também a 273ª Cia Tático Móvel, no lugar do Capitão e agora promovido a Major, Jésus Cássio de Abreu Júnior. O Tenente Bruno Miranda, promovido a 1º Tenente, passa a chefiar a seção de inteligência do 11º Batalhão.

O Capitão Reis, deixa a Chefia da Seção Administrativa da Unidade, promovido a Major, e passa a fazer parte do quadro da reserva da Polícia Militar de Minas Gerais, sendo seu substituto, o Tenente Braga. A Assessoria de Comunicação passa a ser coordenada pela Tenente Suellen, que contará com o apoio da Cabo Élida.

“Algumas mudanças se fazem necessárias devido às promoções ocorridas no dia 25 de dezembro e com isso o Major Jésus estará deixando a unidade, pois o 11º Batalhão possui vaga apenas para dois Majores. Major Freitas, assumiu o Colégio Tiradentes, quando ainda Capitão e com a promoção a Major é possível que continue, mas isso não é certo. A outra vaga é de subcomandante, posto este ocupado pelo Major Adenilson. O que é certo, neste momento, é que o Major Jésus, infelizmente estará nos deixando”, explica.

72ª Cia PM e 273ª Cia TM

O Major Jésus, recém promovido, deixa o comando da 72ª Cia PM e 273ª Cia TM e se despede de Manhuaçu, segundo ele, nessa última passagem pelo 11º Batalhão, como Assessor de Recursos Humanos e à frente da 72ª Cia PM, sob o comando do Tenente Coronel Sérgio Renato, foi um período de crescimento e aprendizado profissional nos seus dezenove anos como Policial Militar. Primeiramente só tenho a agradecer pela confiança depositada em minha pessoa para comandar uma Companhia importante na região e que, na década de 90, foi comandada pelo meu pai. Eu já havia passado pelo 11º Batalhão em outras oportunidades, tendo trabalhado também em Jequeri, Coronel Fabriciano, Belo Horizonte e depois retornei à Manhuaçu, de onde agora me despeço, na certeza do dever cumprido e com a graça de Deus preparado para um novo desafio”, comenta Major Jésus.

Ainda, foi destacado pelo Major Jésus, o resultado operacional do período que este à frente da 72ª Cia PM, “com o trabalho conjunto de cada integrante das duas companhias, da comunidade e dos órgãos de segurança, Ministério Público e Poder Judiciário, nesse ano de 2018, consolidamos um trabalho com resultados expressivos. Os registros policiais de Crimes Violentos e Roubos Consumados foram inferiores ao quantitativo do ano de 2014, enquanto os furtos ficaram em números inferiores a 2013. Por outro lado, a quantidade de prisões, tráfico de drogas e apreensões de armas de fogo representam o maior número de registros já feitos pelo 11º BPM em Manhuaçu no período de um ano”, finalizou o Major Jésus.

Assume as duas Cias o Capitão Fernando que afirmou ser um dos militares mais experientes e conhecedores dos principais pontos de maior ocorrência de crimes em Manhuaçu. Com 33 anos de idade, Capitão Fernando é casado, pai de dois filhos, natural de Ibatiba/ES, ingressou na PMMG em 2004. É bacharel em Ciências Militares e Especialista em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar de Minas Gerais. Graduado em Direito e especialista em direito penal e processo penal. Está há 12 anos no 11º BPM onde exerceu diversas funções, destaque para o Comando da 273ª Cia TM e a Chefia da Seção de Inteligência.

“Chegamos para dar continuidade ao excelente trabalho exercido pelo Major Jésus, na 72ª Cia PM, estaremos responsáveis pelo policiamento na cidade de Manhuaçu e nos distritos e ainda os municípios de Luisburgo, Reduto, Simonésia, Santana do Manhuaçu e São João do Manhuaçu. Trazemos na bagagem a experiência de passar pela chefia do setor de inteligência do 11º Batalhão e com isso sabemos quem são os principais indivíduos envolvidos em crimes e onde eles atuam dentro de cada setor na Companhia e vamos combatê-los com a presença da polícia na rua, com a realizações de operações em conjunto com outras instituições e promover realmente ao cidadão de bem, a segurança que ele merece”, concluiu o Capitão Fernando.

Colégio Tiradentes

O também recém promovido Major Freitas chegou em Manhuaçu oriundo do Vale do Aço, comandou a 272ª Cia PM, quando a unidade tinha como sede o distrito de Realeza, passou também por outros setores na sede do batalhão e atualmente está no comando do Colégio Tiradentes. “Vir para Manhuaçu foi uma oportunidade muito boa pra mim e meus familiares, aqui fizemos amigos, aprimoramos nossos conhecimentos e mesmo com um futuro indefinido quanto à minha permanência à frente do Colégio Tiradentes, tenho que realmente agradecer ao Senhor Comandante a confiança a mim depositada”, enaltece Major Freitas.

Ao final os presentes participaram de um coquetel comemorando os resultados de 2018 e as promoções dos militares da Unidade.

Tribuna do Leste