janeiro 2, 2019 12:52 pm

Mulher com doença no intestino sofre em busca de especialista em Manhumirim




A moradora de Manhumirim Vanessa Souza Ribeiro vem sofrendo com internações e problemas não resolvidos em relação a sua saúde há cerca de três anos. Durante este período, foram quatro internações até chegar ao verdadeiro motivo das dores sentidas pela paciente, além de membros inchados, o próprio abdômen estendido e a perda de cabelos em decorrência de uma possível infecção aguda – responsável pela perda de imunidade corpórea. Trata-se de fístula – uma patologia causada pela conexão entre um órgão ou de um vaso sanguíneo com outra estrutura que normalmente não estão conectados. A doença foi identificada após Vanessa Souza realizar uma operação no dia 03/10 para a retirada de uma provável apendicite aguda, mas, segundo ela, o problema maior sempre foi a região intestinal.

“É um momento desesperador para mim, pois saí de quatro internações. Tinha alta com 15 dias e após 20 voltava a inchar tudo de novo e, consequentemente, voltava a sentir dores. E era medicada com antibióticos sem saber onde estava a infecção aguda. E não tem nada resolvido ainda, pois fiz uma cirurgia achando que era uma apendicite aguda, mas não era. Tem mais de um mês que apareceu essa fístula – que está no mesmo local onde sentia dor antes da última cirurgia e dói muito. É um inchaço acima do intestino grosso visível a olho nu”, relata.

Vanessa Souza Ribeiro explica que não possui renda e atualmente está morando na Vila dos Vicentinos, no bairro do Roque, em Manhumirim. “Eles me acolheram por eu não conseguir trabalhar e estar sempre internada devido ao meu estado de saúde”, afirma. Ela reitera que a dor e o desespero em não encontrar soluções para o seu estado de saúde a incomodam profundamente e tudo o que ela necessita é ajuda para ter a vida que levava, sem dor e sem sofrimento. “Eu peço em desespero, porque eu já não aguento mais tantas internações, que alguém me ajude a recuperar minha vida e meu trabalho de volta. Ficaria agradecida para concluir esse exame que necessito realizar e ter uma vida normal novamente”, finaliza.

Contato com Vanessa pelo número: (33)984158824

Danilo Alves / Tribuna do Leste