dezembro 1, 2018 10:47 am

Polícia Civil de Manhuaçu apura e prende suspeito de estupro contra menor de 9 anos




Na manhã deste sábado, 01/12, a Polícia Civil de Minas Gerais, por intermédio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher-DEAM, pertencente à 6ª DRPC de Manhuaçu, deu cumprimento à mandado de prisão temporária em desfavor de um jovem de 18 anos.

Na quinta-feira, 29/11, chegou ao conhecimento do Delegado de Polícia Dr. Felipe de Ornelas Caldas, através da Polícia Militar, que o investigado de 18 anos, estaria abusando sexualmente de uma menor de apenas 9 anos de idade. Os fatos foram revelados através de uma conversa da menor com a diretora do colégio em que ela estuda. A menor relatou ter sofrido abusos sexuais praticados pelo suspeito, inclusive com a introdução de objetos em seus órgãos genitais, levando a menor a contrair infecções. A menor relatou, ainda, que sofria ameaças, motivo pela qual não revelava os abusos sofridos.

Após a prisão do investigado pela Polícia Militar e sua condução à 6ª Delegacia de Polícia, não foi ratificada a prisão em flagrante delito, por não se encontrar em situação flagrancial, motivo pelo qual o suspeito foi liberado.

Contudo, em razão da gravidade dos fatos, o delegado de polícia Dr. Felipe de Ornelas Caldas representou pela prisão temporária do investigado, tendo o Juiz de Direito Dr. Marco Antônio Silva, com concordância do MPMG, determinado a prisão do suspeito pelo prazo de dez dias.

A operação policial para dar cumprimento ao mandado de prisão contou com a participação do Delegado Dr. Felipe de Ornelas Caldas, dos investigadores Diego dos Santos Velasco Pinheiro, Mirian Ferreira Paiva Gomes, Marcelo da Silva Valadão, Bruno Molino Leite e da escrivã da Delegacia da Mulher Ana Rosa Campos.

As investigações seguem a cargo da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, através da Delegada de Polícia Dra. Adline Ribeiro de Mello Rodrigues, que terá o prazo de dez dias para concluir as investigações, podendo representar pela prisão preventiva.

A Polícia Civil segue com seu compromisso de buscar a proteção integral da criança e do adolescente e dar uma resposta célere a sociedade diante de crimes tão bárbaros e que chocam a sociedade de Manhuaçu e Região.

Manhuacu.com/com informações da PC