novembro 22, 2018 7:47 am

Conselho da Mulher reúne-se com delegados e quer intensificar ações contra a violência




no adverts for now

Recente em Manhuaçu e com importante missão social, o CMDM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher) visitou a 6ª DRPC (Delegacia Regional de Polícia Civil) na manhã desta quarta-feira, 21/11, para conhecer mais sobre os trabalhos desenvolvidos pela Delegacia da Mulher e debater novas propostas de trabalho e projetos em prevenção e combate à violência contra o público feminino.

A acolhida à comitiva foi feita pelo Delegado Regional, Dr. Carlos Roberto Souza, e a Delegada Dra. Adline Ribeiro, responsável pela Delegacia da Mulher. Presentes à visita, a Presidente do Conselho, Sandra Cerqueira (Chefe de Gabinete do Município); Secretária M. de Trabalho e Desenvolvimento Social, Giuzaina Celeste Gregório, e a Coordenadora do CREAS, Glenda Miranda, além das conselheiras Marizy Helena Nunes Loures Vasconcelos, Marloane Sales Vieira, Karla dos Santos Cunha Silva, Vanilda Juliana de Oliveira e Karine Mansur.

Com importante papel na elaboração, implantação e avaliação de políticas públicas para o setor, o Conselho M. dos Direitos da Mulher foi instalado em junho deste ano (Lei Municipal nº 3.712).

Durante a reunião, os representantes da Polícia Civil apresentaram dados estatísticos de ocorrências relacionadas à violência contra a mulher em Manhuaçu, as medidas protetivas legais e os mecanismos de detecção de casos de violência em família que não são denunciados pelas mulheres, mas que precisam dos agentes de segurança pública, entre outros. Informações importantes para a definição das prioridades de trabalho do conselho já no novo ano.

Também foram relatadas as propostas da criação da Casa da Mulher e do Abrigo para mulheres vítimas de violência em Manhuaçu.

A Casa da Mulher contaria com a disponibilidade de profissionais e a estrutura necessária para um atendimento às mulheres que precisam de amparo social e psicológico para retomar o equilíbrio em suas vidas, após traumas e agressões sofridas, entre outras atividades. Já o abrigo seria destinado ao acolhimento temporário das vítimas, em situações de necessidade ou determinação legal, entre outras funções. A Prefeita se esforça para a implantação de ambas as instituições no município.

O Governo do Estado propõe a instalação de abrigos consorciados entre os municípios para atendimento às mulheres vítimas de violência. A proposta que visa a redução de custos e trabalho integrado regionalmente foi apresentada em teleconferência realizada na véspera à visita à delegacia (terça-feira), no polo UAITEC de Manhumirim. As conselheiras e a Secretária Giuzaina Celeste Gregório participaram do encontro na cidade vizinha.

De acordo com a Presidente Sandra Cerqueira, o conselho pretende visitar a Casa da Mulher em Cachoeiro de Itapemirim (ES) para conhecer melhor como é o trabalho realizado e a infraestrutura necessária para o seu funcionamento. Além disto, é intenção da entidade promover o 1º Fórum dos Direitos da Mulher em Manhuaçu.

A Secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social, Giuzaina Gregório, destacou que a Administração Municipal apoia totalmente este trabalho. ‘A Prefeita busca implantar a Casa da Mulher e meios para que o abrigo também seja instalado em Manhuaçu. Nossa equipe está a disposição do conselho e acreditamos que este trabalho social, interligado entre a Prefeitura e todas as instituições que atuam no setor, será muito eficaz na prevenção e redução da violência contra a mulher.

Reiteramos que o apoio da população em denunciar atos de violência junto aos órgãos de segurança é uma contribuição muito importante’, mencionou Giuzaina.

Secretaria Municipal de Comunicação Social