novembro 5, 2018 8:11 pm

Chuva forte causa alagamento e prejuízos em Manhuaçu e região




no adverts for now


Chuva forte atingiu Manhuaçu e região, na noite deste domingo, 04/11. Houve registros de alagamentos em diversos pontos da cidade. Em Realeza, uma árvore caiu e fechou o trânsito na BR 262. Em Reduto, diversas casas ficaram alagadas.

O forte temporal transformou, durante alguns minutos, a Avenida Salime Nacif e as ruas Randolfo Baião e Capitão Rafael num rio. Na Baixada, a Rua do Triângulo voltou a sofrer com as inundações que desembocam no trecho do terminal rodoviário de Manhuaçu.

Na região central, o cenário se repetiu. A forte enxurrada desce pela Alameda Eloy Werner, alaga a BR-262 e seguiu fazendo estragos por toda a Rua João Claudino até a Monsenhor Gonzalez. Em todos esses locais, todo temporal, gerou os mesmos problemas. Além das galerias e redes pluviais não suportarem tanto volume de água num intervalo pequeno, carregam lama e sujeira.

Tanto na BR-262, perto da Receita Federal, no trevo da Zebu ou em frente ao Bairro São Jorge, quanto na região da Baixada, os condutores tiveram que redobrar a atenção, mesmo aqueles que conduziam ônibus e caminhões. Alguns automóveis ficaram parcialmente cobertos pelas águas da chuva e tiveram que ser puxados.

REDUTO

Em Reduto, a forte chuva causa danos em residências e enormes prejuízos aos moradores da Rua Francisco de Souza Lopes, na área central.

Cinco famílias acionaram a Polícia Militar e registraram ocorrência depois da chuva intensa.

De acordo com os moradores, os danos foram causados porque a rede pluvial da Rua Francisco de Souza Lopes (antiga Rua Santa Luzia) não suportaram a quantidade de água da chuva, vindo a invadir as residências.

Foi constatado dano em um muro situado no complexo da faculdade Fadileste, o qual fica nos fundos das residências das vítimas, diversos moveis, eletrodomésticos, alimentos, além de outro muro da casa de uma moradora também foi derrubado pela força das águas acumuladas no terreno.

As vítimas foram orientadas pela PM a fotografarem os danos na estrutura das casas e nas mobílias para futuras ações judiciais. Não é a primeira vez que o problema acontece e, apesar de acionarem a Prefeitura de Reduto, nenhuma providência foi tomada.

Felizmente ninguém se feriu.

Manhuacu.com/com informações dos Bombeiros