julho 5, 2018 7:47 am

Empenho da prefeita Cici Magalhães resulta na formalização da atividade artesã




Um sonho distante para muitos passou a se transformar em realidade com o início do Governo “Ouvir para Governar”, da prefeita Cici Magalhães. Dentre várias plataformas de campanha, a atividade artesã foi uma que mereceu muito destaque e empenho da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. Em breve, aquilo que era impensável até então, será formalizado. 
 
O Governo de Minas Gerais, através da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais, por meio do Núcleo de Artesanato, tem o prazer de entregar no evento Jornada Cultural, da ACLA-MG, em parceria com a Prefeitura Municipal de Manhuaçu, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, a Carteira Nacional do Artesão do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), coordenado pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
 
A solenidade de entrega da Carteira Nacional do Artesão será realizada no próximo sábado (7), às 19 horas, no Palácio da Cultura de Manhuaçu. No total, 61 artesãos receberão a carteira. A prefeita Cici Magalhães disse que está muito feliz em poder contribuir com a realização deste sonho. “Há mais ou menos um ano, estamos nos empenhando para concretizarmos este momento. Acreditamos que, com isso, estamos dando um importante passo para tirar tantos profissionais do anonimato. Temos excelentes artesãos e agora serão regularizados”, comentou a prefeita.
 
A secretária de Cultura e Turismo de Manhuaçu, Gena Clara, explicou que o trabalho iniciou com o cadastramento de todos os artesãos, passou pelos Fóruns Regionais e será concretizado com a formalização da atividade artesã, através da entrega da carteira. “Este é mais um passo rumo a efetivação das políticas públicas do município, voltadas à Cultura para o desenvolvimento do setor. O empenho da prefeita Cici valeu muito a pena”, avaliou Gena.
 
A carteira tem validade de quatro anos e é válida em todo o território nacional. Ela se apresenta como uma importante identificação que permite o acesso do Artesão a cursos de capacitação, feiras e eventos, apoiados por instituições públicas e privadas, inclusive pelo MDIC, por meio do programa do Artesanato Brasileiro (PAB), e pelo SEBRAE Nacional. Esta carteira é o início da formalização da atividade artesanal, mais um passo dado rumo à estruturação de políticas públicas para o desenvolvimento do setor.
 
Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu



no adverts for now
no adverts for now