fevereiro 6, 2018 10:57 am

Barranco cede e obriga SAAE a reduzir captação de água




A queda de um barranco também comprometeu o sistema de captação do rio Manhuaçu, no bairro Lajinha, nesta terça, 06/02. O abastecimento com água tratada na cidade está comprometido em 40%.
 
Segundo o SAAE, durante a madrugada, caiu uma barreira e rompeu uma rede que leva a água captada pela estação de bombeamento (na entrada do bairro Lajinha) para a estação de tratamento no alto do bairro Santa Luzia. 
 
A equipe do SAAE trabalhando desde a madrugada para resolver. “Houve um deslocamento de terra e um vazamento, a partir daí, foi preciso desligar o sistema de captação e bombeamento. Como 40% da água que é tratada sai desse local, teremos uma redução no fornecimento. É preciso economizar água tratada”, pontua o diretor do SAAE, Luiz Carlos Carvalho.
 
Algumas pessoas já estão criticando e sugerindo que é um absurdo esse problema em pleno momento que a cidade está em alerta por conta da grande quantidade de chuvas. Na realidade, o sistema de captação em Manhuaçuzinho está trabalhando com carga total, só que é impossível passar mais água na tubulação do que o que ela comporta.
 
O diretor explica que enquanto não for resolvido o problema, o SAAE tem menos 40% de água para fornecer à população. É necessário economizar água tratada.
 
TRÂNSITO INTERROMPIDO
 
Para resolver o problema, o trânsito de carros e pessoas foi fechado em frente a chamada “bomba dágua” do bairro Lajinha, na rua José Tertuliano Hott. 
 
“Não sabemos extensão do dano e estamos abrindo o local para ver. A rua foi interditada para veículos e pedestres, especialmente por conta do risco do barranco cede. Estamos tendo o apoio da Polícia Militar e peço a colaboração da população e das empresas mudando o trânsito dos veículos, evitando esse local”, afirmou o diretor.
 
A alternativa de trânsito é passar pela rua Manoel Jacob de Abreu, em frente a Catedral Batista A Glória do Calvário, que fica a poucos metros do local do problema.
 
Como não conseguiram avaliar a extensão do dano, ainda não existe previsão de solução do problema.
 
Assessoria de Comunicação