janeiro 24, 2018 7:54 am

Região quer incentivar produção de alimentos saudáveis




Alimentação saudável à mesa, rica em nutrientes e sem a adição de agrotóxico em sua produção, além da organização do sistema municipal de segurança alimentar e nutricional sustentável nas cidades da região foram assuntos debatidos em Manhuaçu, na manhã desta segunda-feira, 22. Os Secretários Municipais de Agricultura, Flânio Alves da Silva, e de Trabalho e Desenvolvimento Social, Giuzaina Gregório, participaram do encontro. 

A reunião foi organizada pelo CRSANS Leste (Conselho Regional de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável) – que envolve 34 municípios da região – e ocorreu no salão da Câmara de Vereadores, com a participação de conselheiros e de extensionistas da EMATER – que têm incentivado este trabalho.
 
De acordo com o Secretário de Agricultura, Flânio Alves, membro do conselho regional, a plenária tem o propósito de fortalecer as políticas públicas de segurança alimentar e nutricional da região. Para a reunião foram convidados representantes de secretarias, departamentos e entidades do setor.‘A segurança alimentar envolve a produção do alimento no campo e todo o processo logístico, como o armazenamento, distribuição e as entidades que recebem os alimentos’, pontuou. 
 
Bom exemplo em Manhuaçu
 
Em Manhuaçu, o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) do Governo Federal, em parceria com a Prefeitura, distribui alimentos para instituições filantrópicas, como suplemento, para enriquecer a dieta das pessoas atendidas, com nutrientes e vitaminas encontrados em verduras e legumes. Atualmente, as entidades beneficiadas são a APAE, Fumaph, PRO-IN, Darei, Asilo São Vicente de Paulo, CRAS, Comunidade Terapêutica, CAF (Centro de Apoio à Família), Núcleo do Câncer, Associação de Mulheres de São Pedro do Avaí e projetos social atendido pelo CRAS em Vilanova.
 
Outro destaque em Manhuaçu é o PNAE. O Programa Nacional de Alimentação Escolarviabiliza alimentação saudável para os estudantes da rede municipal e estadual de ensino, por meio da compra da produção da agricultura familiar local, gerando renda nas comunidades rurais. 
 
Ainda no encontro, reforçou-se a necessidade e os benefícios de os municípios da região organizarem-se. Além de assegurar alimentação saudável para a população, as cidades que implementam o sistema municipal de segurança alimentar e nutricional ficam aptas para receber recursos governamentais para a execução destas políticas públicas. ‘O sistema é composto pela Lei que o regulamenta, a conferência e o conselho municipal – CONSEA-. Em Manhuaçu foi estabelecida também a Câmara Intersetorial, que composta pelos Secretários de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Social, Educação, Saúde e Planejamento, desenvolve atividades integradas’, relata Flânio.
 
Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu