fevereiro 7, 2017 7:45 am

Empresários de Iúna fecham lojas diante da insegurança




Com a ausência de policiais nas ruas, nesta segunda-feira, 06/02, o medo levou ao fechamento do comercio em vários municípios capixabas.
 
A sensação de insegurança provocada pela ausência de policiais nas ruas levaram os empresários das cidades de Guaçuí, Alegre, Irupi e grande parte de Iúna a fecharem as lojas na tarde desta segunda-feira, 06/02.
 
A circulação de boatos nas redes sociais sobre furtos e roubos, além daqueles que realmente estão acontecendo, tem deixado à população ainda mais alarmada e sem saber o que fazer.
 
Sabendo da ausência da polícia, muitos aproveitam para pilotar e andar nas garupas das motos sem usar capacete, além de não respeitarem a velocidade permitida.
 
A chegada de militares da Força Nacional ao estado pode trazer mais tranquilidade, mas o que todos aguardam é um entendimento entre o governo capixaba e os manifestantes para por fim a ao movimento e a volta a normalidade.
 
Além de reajuste salarial, os familiares, dos Policiais Militares pedem o pagamento de auxílio alimentação, periculosidade, insalubridade e adicional noturno. Também é denunciado o sucateamento da frota e falta de perspectiva de carreira.
 
Protesto
 
Desde a noite da última sexta-feira, 03/02, familiares e amigos de policiais militares estão realizando manifestações em ao menos 30 cidades do Espírito Santo, impedindo a saída das viaturas para as ruas e afetando a segurança desses municípios.
 
O protesto começou pelas cidades de Serra e Cachoeiro de Itapemirim e se espalhou para municípios de todas as regiões do Estado.
 
O governo acredita que, diante da impossibilidade de os policiais realizarem greve, eles tenham convocado os familiares para pedir por melhorias salariais.
 
Os familiares protestam no lugar dos PMs, porque eles são proibidos pelo Código Penal Militar de fazer greve ou paralisação. A pena para o PM que participar em atos desse tipo pode chegar a dois anos de prisão.
 
Ibatiba
 
Diante da situação de anormalidade em relação à segurança pública que o município de Ibatiba assistiu nos últimos dias, devido a mobilização de familiares e amigos dos Policiais Militares do Estado do Espírito Santo, impedindo os mesmo de exercerem suas atividades, o Prefeito de Ibatiba está buscando apoio dos Governos Estadual e Federal.
 
A prefeitura encaminhou na manhã desta segunda-feira, 06/02, solicitação ao Secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social – André Garcia, para inclusão de Ibatiba dentre os municípios que serão monitorados pela Força Nacional, liberada pelo Presidente da República – Michel Temer.
 
Também serão remetidas solicitações ao Governador em Exercício – César Colnago e o Ministro da Defesa – Raul Jungmann.
 
Portal Cidade Agora
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656