janeiro 16, 2017 7:56 am

Vereador detido é encaminhado à delegacia para prestar depoimento




Escoltado por agentes penitenciários, o vereador detido, Ronilson Marcílio, deixou o Presídio de Caratinga nesta manhã de sexta-feira, 13/01, e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Caratinga para prestar depoimento. Ele chegou por volta de 09h30 e retornou à unidade prisional após cerca de três horas. Na saída, manteve o silêncio.
 
Conforme apurado pelo jornalismo do Super Canal, o vereador detido pelo crime de extorsão, foi ouvido pelo delegado Luiz Eduardo Moura Gomes. O delegado apenas informou que investiga outras denúncias contra o vereador e que a oitiva diz respeito às novas investigações que ainda estão em processo.
 
A princípio, a Polícia Civil não irá revelar o conteúdo das denúncias para não atrapalhar as investigações.
 
Operação Bolso Cheio
 
A Operação “Bolso Cheio” da Polícia Civil foi realizada em 29 de novembro. As investigações foram comandadas pelo delegado Luiz Eduardo Moura Gomes. A operação investigou uma suposta organização criminosa bem estruturada, que chantageava uma vítima, exigindo dinheiro, para que um vídeo íntimo dela não fosse divulgado. A operação prendeu em flagrante dos Anjos Freitas Rabelo, Giorge de Carvalho Lima e Alessandro Augusto Pinheiro.
 
A prisão em flagrante dos investigados foi convertida em preventiva. Segundo apurado, num primeiro momento o valor pedido foi de 200 mil reais e negociação chegou à quantia de R$ R$ 85 mil.
 
“Eles tinham uma organização tão bem preparada que conseguiram colocar uma pessoa do outro lado da cidade com binóculo e filmadora com zoom de longo alcance e desconfiaram da movimentação na casa da vítima. Organização montada para o crime de extorsão. Todos os dias a vítima recebia inúmeras ligações exigindo pagamento”, destacou o delegado Luiz Eduardo Gomes.
 
Já o investigado Ronilson Marcílio foi detido no dia 19 de dezembro em Cordeiro, região serrana do Rio de Janeiro.
 
Posse polêmica
 
O caso ganhou repercussão nacional. No dia 3 de janeiro,o vereador Ronilson chegou escoltado à Câmara Municipal de Caratinga. Ao subir as escadas foi indagado pelo jornalismo do Super Canal, mas se manteve em silêncio. Após ser empossado, na saída ele foi questionado pelo jornalismo do Super Canal sobre a condição de detido ser empossado e receber o salário de vereador, mas também se manteve em silêncio. Na sequência, retornou ao Presídio de Caratinga
 
TV Super Canal
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656