janeiro 12, 2017 7:46 am

Adolescente é mantido em cativeiro em Divino




Um adolescente de 17 anos, morador de Miradouro, foi raptado na quarta-feira, 04/01, em uma cachoeira na zona rural daquela cidade e mantido em cativeiro na zona rural de Divino. Ele foi libertado na sexta-feira, 06/01, numa estrada da zona rural que dá acesso ao Distrito de Pedra Bonita. De lá, ele caminhou a pé até  Santo Antônio do Arrozal, em Orizânia, onde se refugiou e pediu socorro numa residência, de onde finalmente fez contato com a Polícia. Ao chegar no local, os Investigadores da Agência de Inteligência encontraram o jovem muito debilitado e amedrontado, com falas desconexas.
 
O delegado de Miradouro, Tayrony Spíndola informou, em contato com a Rádio Muriaé, que o adolescente está bem junto da família, apenas com algumas escoriações e ainda sob efeito de comprimidos que foi obrigado a ingerir.
 
Na noite de quinta, 05/01, o delegado já havia adiantado, em entrevista à emissora, que dois homens, de 19 e 26 anos, foram presos no início da noite de quinta e que outros supostos autores – todos adultos – estão foragidos, inclusive com mandados judiciais de prisão já expedidos.
 
Já de volta a Miradouro, o adolescente recebeu atendimento médico e foi levado à delegacia para prestar depoimento. Ele revelou ter ficado no cativeiro sob efeito de sedativos e que foi ameaçado de morte várias vezes por seus algozes, mas se recusou dar detalhes sobre o provável motivo do crime.
 
Até o momento não foram divulgados detalhes sobre as declarações do jovem à polícia e as investigações prosseguem.
 
Motivação
 
Em sua entrevista sobre a prisão dos dois suspeitos, o delegado Tayrony Spíndola afirmou, falando sobre a motivação do crime, que à informações colhidas durante as investigações apontam que o caso seria um possível “acerto de contas”:
 
“O adolescente que foi vitimado também é suspeito de envolvimento em alguns atos infracionais em Miradouro. Então a gente acredita que seja um acerto de conta entre um mesmo grupo criminoso que se desentendeu e desta desavença entre eles acabou acontecendo este crime, este fato lamentável”, afirmou.
 
As investigações continuam, segundo o delegado, visando identificar outros possíveis envolvidos. Todos serão indiciamos e responderão pelo crime de Sequestro e Cárcere Privado em sua forma qualificada, pelo fato de a vítima ser Menor de Idade.
 
Rádio Muriaé
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656